Blog

Início > Blog > O botox e o padrão estético masculino

O botox e o padrão estético masculino

De acordo com uma pesquisa realizada pela Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) em 2014, mais de 400.000 homens passaram por injeções de toxina botulínica.

Em relação ao total da população americana masculina, esse número pode não ser significativo. Por outro lado, ele não deve ser ignorado, já que representa um aumento de 337% nesse mercado.

Esse crescimento não é fascinante somente por conta dos números alcançados no mercado, mas por mostrar uma superação do preconceito e da vergonha atrelados a cirurgias plásticas e botox masculinos, estigmas que foram criados e desenvolvidos pela indústria publicitária ao longo do tempo.

Sempre foi cobrado mais de mulheres quando o assunto é envelhecimento. A sociedade espera que elas se mantenham bonitas e jovens ao passar dos anos. Por conta disso, é aceitável que muitas estejam dispostas a passar pelo bisturi para prolongar a juventude. Homens, por outro lado, acabam deixando as rugas a mostra, usando-as como símbolo de resistência, trabalho duro, experiência e sacrifício.

Dr. Jason Bloom, membro da ASPS, afirma que “Ainda há uma visão errada sobre homens que têm vontade de ter aparência mais jovem, o que faz com que sejam taxados como vaidosos e isso vai contra tudo o que a maioria deles foram ensinados sobre ‘ser homem”.

A ala masculina tem que admitir um fato: sentir a velhice chegando é horrível, não importa a idade. Então, porque não tentar diminuir os efeitos do tempo com o botox, e consequentemente elevar sua autoestima? A sociedade está mudando e quebrar paradigmas faz parte desse processo.

Fonte: Revista Forbes

 

MINHA OPINIÃO PESSOAL SOBRE O ASSUNTO

O envelhecimento é um processo natural dos seres vivos e não adianta lutarmos contra esta verdade. Todos nós que “dermos a sorte” de não termos nossa existência interrompida durante a juventude iremos envelhecer. Mas não devemos confundir o fato de envelhecermos com “ficarmos velhos”.

Atividade física, boa alimentação, redução da carga de stress, blá blá blá… Todos nós já estamos cansados de ouvir e já sabemos que isso nos proporcionará uma velhice com mais saúde e qualidade de vida, mas “por que não envelhecermos com mais saúde e também mais bonitos?” Por que não envelhecermos mantendo nossa estima elevada e nos sentindo bem quando nos olhamos no espelho?

Não estou falando em nos submetermos a tratamentos duvidosos, radicais ou mesmo proibidos, mas sim em fazer pequenos procedimentos rápidos, pouco agressivos e que nos garantirão uma aparência melhor e mais “agradável” com o passar do tempo. É nesse contexto que entra a toxina botulínica. Uma procedimento rápido e que, se bem indicado, nos garante uma face com menos rugas e mais harmoniosa. Lembrando que sua duração não é a mesma para todos os pacientes, podendo permanecer, em média, de quatro a seis meses.

Veja também